TAÇA BRASIL MOUNTAIN BIKE XCO – MARICÁ – RJ

A Revista do Motociclista conversou com Luiz Fernando Costa, um dos idealizadores e praticante desta modalidade de esporte sobre duas rodas, o mountain bike! e o próprio falou da etapa do campeonato brasileiro ocorrido em Maricá-RJ.

Aconteceu nos dia 07 e 08 de outubro a Taça Brasil XCO, evento
válido pelo ranking internacional de cross country olímpico (classe C2), na

Pista do Mirante do Caju, localizada na cidade de Maricá-RJ, cidade que
tem excelente posição geográfica, tem uma proximidade muito grande com a
capital do estado, grande expansão territorial, belezas naturais e apresenta
grande crescimento econômico.
A Taça Brasil de Mountain Bike XCO é uma verdadeira plataforma
de relacionamento, interatividade e movimentos de cores, recebendo atletas
de diversos estados brasileiros, estrangeiros, atletas amadores e de alto
rendimento de nível olímpico, que brigam pelo título de campeões do
ranking nacional.
Foram três baterias de muita adrenalina, compostas por diversos
campeões nacionais 2017. A terceira bateria foi a vez dos atletas da
categoria elite feminina e masculina que largaram sobre o forte calor para 05
e 06 voltas, respectivamente, para um percurso de 4km de uma pista rápida,
com descidas técnicas e subidas duras, e com a paisagem 360º da cidade
litorânea de Maricá.
Na categoria feminina quem levou a melhor foi a atleta mineira, e
atual campeã brasileira Sub23 Karen Olímpio (Squadra Oggi), que
completou a prova com seguida 1h29min, completaram o pódio as ateltas:
Amanda Vieira-DF, Danielle Moraes-MG, Aurilene Silva-RJ e Josilene
Ferreira-RJ. Na categoria masculina a disputa foi acirrada, foram 21 atletas
que largaram debaixo do forte sol, consagrando pela segunda vez
consecutiva o Petropolitano Henrique Avancini (Cannondale Factory
Racing), como grande campeão da etapa, Henrique que completou as 06
voltas no percurso com o tempo de 1h18min, elogiou bastante o percurso, -“
O melhor e mais importante que uma corrida de XCO pode oferecer, eles
ofereceram: pista! Dura, com fluidez, trabalhada e técnica. Bom pros pilotos
e pro público. Corrida mais prazerosa e que "nivela por cima". Isso acabou
me animando muito e acabei andando mais leve e curtindo o rolê. O dia em
que os grandes eventos (e temos excelentes) entenderem e aplicarem isso
mais e mais, veremos o real potencial da modalidade no país.” Ressaltou o
atleta que obteve no último mundial o histórico resultado para o País,
ficando na quarta colocação. Completaram o pódio na Taça Brasil XCO
2017- Maricá, os atletas Sherman Trezza (Caloi Elite Team), Rubens
Donizete (Sense factory Racing), Guilherme Muller (Sense factory Racing)
e Jefferson Batista (Ava Project)

Fotos abaixo: Thiago Lemos

   

Facebook Comments